Veja o que nossa gestão fez e está fazendo !

Famílias vítimas da chuva em Fabriciano retornam pra casa

Famílias vítimas da chuva em Fabriciano retornam pra casa
Famílias vítimas da chuva em Fabriciano retornam pra casa

As pessoas desalojadas em Coronel Fabriciano, após a forte chuva que atingiu a cidade já retornaram para suas residências com ajuda da Prefeitura. Nesta sexta-feira, 31, o abrigo municipal instalado para amparar as famílias encerrou as atividades.

 

Já as desabrigadas – aquelas que perderam suas moradias durante o temporal – estão sendo encaminhadas para aluguel social e também serão inseridas no programa habitacional “Fabri, Meu Lar”.

 

O abrigo funcionou na Escola Municipal Boa Vista, no Santa Helena. O local também serviu de apoio para cadastro das vítimas, alimentação, arrecadação e entrega de donativos. A Prefeitura ainda continua a distribuição de cestas básicas e kits de limpeza e higiene pessoal para as famílias cadastradas, que também receberam roupas, roupas de cama e alguns eletrodomésticos e móveis doados. O excedente será enviado para entidades assistenciais, como Sociedade São Vicente de Paulo, e cidades vizinhas afetadas pelas chuvas.

 

“Agradecemos o apoio de toda população fabricianense que, sensível à dor do outro, se mobilizou para ajudar as vítimas das chuvas. A arrecadação superou nossas expectativas e os itens estão chegando para quem mais precisa. Agora, o trabalho continua na busca de recursos junto aos governos Federal e Estadual para reparar os estragos deixados na cidade e ampliar a assistência às famílias afetadas”, agradeceu o prefeito Dr. Marcos Vinicius.

 

FAMÍLIAS AFETADAS

Segundo dados do Comitê de Crise, no município 151 famílias foram desalojadas pelas chuvas, totalizando 420 pessoas. Outras quatro ficaram desabrigadas, sendo que três optaram por permanecer na casa de familiares até a inserção no aluguel social. Houve o registro de um óbito por afogamento de um morador do bairro Mangueiras, no Rio Piracicaba. Ainda conforme dados do Comitê, os bairros com maior número de famílias afetadas foram: Dom Helvécio/Prainha (58), Manoel Domingos (36) e Frederico Ozanan (27).

 

AÇÕES EM CURSO

Prefeitura de Fabriciano segue com o reforço na limpeza e reparos de áreas mais atingidas

Entre os dias 23 e 26 de janeiro, choveu 239 milímetros – 61% do volume esperado para janeiro em Fabriciano, estimado em 390 milímetros. Diante dos estragos e vários pontos de alagamentos, o prefeito Dr. Marcos Vinicius decretou Situação de Emergência (Decreto 7.133/2020), com objetivo de assegurar recursos para mão de obra e materiais para contenção do desastre.

 

A Prefeitura também segue com o mapeamento das áreas afetadas, reforço na limpeza de ruas, córregos, galerias de drenagem e bocas-de-lobo e a operação tapa-buracos nos corredores viários. Outra ação foi o pedido de isenção da conta de água e taxa de esgoto da Copasa para as famílias que foram desalojadas pelas chuvas por um período de 90 dias.