Veja o que nossa gestão fez e está fazendo !

Fabriciano decreta estado de calamidade pública por coronavírus

 
 
Fabriciano decreta estado de calamidade pública por coronavírus
Fabriciano decreta estado de calamidade pública por coronavírus

A Prefeitura de Coronel Fabriciano decretou situação de calamidade pública e endureceu ainda mais as regras de quarentena para conter o avanço do Coronavírus (COVID-19) na cidade. O documento foi publicado na edição extraordinária neste domingo, 22, e é válido por tempo indeterminado.

 

Nesta segunda-feira, 23, o número de pessoas com suspeita de COVID-19 chegou a 93. O primeiro caso foi registrado no dia 15 de março; até o momento, a Secretaria de Saúde segue com um caso confirmado e descartou outros 12.

 

Segundo o prefeito Dr. Marcos Vinicius, “a adoção de medidas mais rígidas se faz necessária porque algumas pessoas e comerciantes não entenderam a gravidade da situação e insistem em descumprir as medidas de segurança, colocando em risco a saúde de toda a população”. Conforme dados do Setor de Fiscalização da Prefeitura, só neste final de semana, foram 43 notificações e 6 autuações por descumprimento das medidas estabelecidas nos decretos municipais.

 

“O isolamento social é única forma de evitar a circulação do Coronavírus – COVID-19. Portanto, fique em casa, evitem aglomerações e sigam as recomendações dos órgãos de saúde. Precisamos evitar, a todo custo, um colapso da saúde que não vai comportar o crescimento de casos de maior gravidade. Ou seja, pessoas vão morrer”, alarma o prefeito Dr. Marcos Vinicius.

 

O novo decreto 7.187/2020 inclui todas as ações já adotadas (Decretos Municipal 7.184 e 7.886/2020), mas restringe a autorização de funcionamento de atividades privadas estritamente indispensáveis ao atendimento das necessidades inadiáveis da população, tais como supermercados, mercados, padarias, postos de combustíveis, drogarias. Comércios que permanecerem abertos terão que restringir o acesso de clientes e organizar filas mantendo a distância mínima de 2 metros, além de garantir segurança para os seus funcionários e clientes. Acesse o decreto na íntegra

 

Bares, restaurantes e lanchonetes deverão permanecer de portas fechadas e só poderão funcionar com serviços de delivery e retirada no local, desde que observada condições de higienização e disponibilização de álcool em gel 70° para clientes e colaboradores.

 

As autoridades municipais poderão solicitar o apoio da Polícia Militar e dar voz de prisão a quem descumprir o que estabelece os decretos. Os proprietários de comércios que não respeitarem as medidas serão autuados. A pena para os infratores varia de multa, cassação do alvará ou licença de funcionamento, apreensão de mercadorias até reclusão. Denúncias podem ser feitas pelo aplicativo E-OUVE ou para o 190.

 

SERVIÇOS DE SAÚDE

Em Fabriciano, a Prefeitura mantém o Tele Orientação - EuSaúde, com atendimento 24 horas por dia via WhatsApp pelo telefone (31) 99674-7263.  O atendimento de casos suspeitos da doença é realizado no Centro de Referência de Enfrentamento ao Coronavírus, na rua Albert Scharlet, s/n, das 7h às 22h, inclusive aos sábados, domingos e feriados. Nesta segunda-feira, 23, a Secretaria de Saúde vai reforçar as visitas domiciliares e iniciar a vacinação contra a gripe da população idosa.